sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Poemas em al/el/il/ol/ul

Poema em al

O Juvenal lê o jornal
que fala sobre um casal
que se dá muito mal
e que deu um animal
ao pessoal 
que era um pardal.
O pardal vivia num curral
que cheirava muito mal.
No final, o pardal
saiu o curral
que cheirava mal
e foi para o festival do sal.


Poema em el

O sapo sarapicotel
está em casa do Manel
Atada com um cordel
qual cão fiel!
Docinho como o mel!
Amigo inseparável
amável, amável!



Poema em il


O meu amigo Gil
Comeu um pernil
Assado num funil
que está em cima de um barril.
no mês de Abril
O meu amigo Gil
Foi ao Brasil
E divertiu-se totil!




Poema em ol


O peixe mordeu o anzol
Do espanhol que joga futebol
Ao pé do campo de basebol
Onde está um cachecol
pendurado em cima de um aranhol!





Poema em ul

O Raul 
comeu pão de Ul
e o Saul
comeu a bolacha na América do Sul
O Raul 
gosta de palavras terminadas em ul.



Rimas e mais rimas em poemas realizados pelos alunos da nossa turma.
Alguns foram realizados coletivamente outros individualmente.

Sem comentários:

Enviar um comentário

.

baixo